Uma dança-instalação por Territórios Imaginários

Uma dança-instalação por Territórios Imaginários

A Siedler Cia de Dança, em parceria com o Arco Projetos em Arte, apresenta a dança-instalação Territórios Imaginários, por meio de um processo de criação colaborativa. A obra é fruto de reflexões sobre a relação da subjetividade contemporânea com o corpo, principalmente no que se refere a corporalidade construída a partir da experiência gerada por dispositivos de poder. Uma discussão sobre modos de profanar, no sentido de subverter, um ambiente de imposições não explícitas de dispositivos.

A dança-instalação

Dezesseis pessoas estarão no lado de fora do local da apresentação. Cada um receberá um fone de ouvido ligado a um MP3 player, de onde receberá informações durante a instalação. A cada 30 segundos uma pessoa entrará no espaço, que se encontra pouco iluminado, e será direcionada subjetivamente a um dos 16 objetos presentes em cena, os quais estarão dentro de caixas. Nem todos fazem o mesmo percurso, assim como, nem todos serão direcionados a observar os 16 objetos. Num determinado momento luzes fortes acendem e ativam-se sensores que fazem as tampas das caixas fecharem, e tudo aquilo que as pessoas viram dentro destas caixas ficará no território das lembranças. As luzes diminuem, voltando a ficar um ambiente banhado por pouca luz, e o som aumenta.

Desde o início os dançarinos farão, no escuro, um esboço da proposta individual de cada um e, após a primeira parte, desenvolverão melhor estas propostas, por meio de improvisação estruturada. Algumas informações voltam a aparecer nos fones de ouvido com o intuito de direcionar os “espectadores” a saírem do recinto. Mas e se eles não forem embora?

A Siedler Cia de Dança conquistou o prêmio Edital Elisabete Anderle, da Fundação Catarinense de Cultura, em 2009, para a montagem do Territórios Imaginários. A temporada de estreia ocorreu em junho de 2010 na Célula Cultural Mané Paulo, em Florianópolis/SC. Em 2011, foi realizada outra temporada de apresentações no SESC da Prainha, na capital catarinense. No mesmo ano foram realizadas apresentações: no Projeto Vértice, desenvolvido pela Prefeitura Municipal de João Pessoa/PB; na Bienal SESC de Dança, em Santos/SP e na PID – Plataforma Internacional de Dança, em Salvador. Em 2012 a Siedler Cia de Dança foi agraciada com o Prêmio FUNARTE Klauss Vianna de Dança com o projeto SIEDLER CIA DE DANÇA NAS ESTRADAS DO SUL PAÍS onde propõe, também, apresentações do Territórios Imaginários. Já foram realizadas apresentações em Florianópolis, Joinville e Jaraguá do Sul, em Santa Catarina. As próximas apresentação serão em Curitiba e Ponta Grossa, no Paraná.

Serviço

Territórios Imaginários
Dias 20 e 21/07, sexta e sábado com sessões às 19h e às 21h
Entrada franca
Teatro Cleon Jacques
Avenida Mateus Leme, 4700 - São Lourenço

 

Fonte: Assessoria de Imrpensa

Não sabe onde ir hoje?

Rua Trajano Reis, 443 Centro Histórico
Curitiba , PR

Restaurante Alberto Massuda

Alberto Massuda Nascido no Cairo, Egito, em 1925, Alberto Massuda veio com 33 anos para o Brasil e fixou residência em Curitiba. Em 1958 naturalizou-se brasileiro. Antes de sua chegada, cursou Belas Artes no Egito e...
(41) 3076-7202
Avaliação:
Seu voto foi 2. Total de votos: 7150