Um triângulo amoroso dos diabos

Um triângulo amoroso dos diabos

A Caixa Cultural Curitiba apresenta, de 18 a 21 de abril, o espetáculo “Cabaret Luxúria”, a história de um excitante triângulo amoroso, que se desenrola no universo quente e erótico do Inferno. A peça tem sua trilha sonora executada ao vivo. O projeto contempla ainda uma oficina sobre estruturas do teatro musical e criatividade, com inscrições gratuitas.

Tendo como pano de fundo um cabaré no Inferno, o texto narra as aventuras das personagens Lilith, Mephisto e Justine, por meio do que a autora chama de cliclo da paixão. Primeiro, o frio na barriga, os medos e as curiosidades; depois, a entrega ao prazer e, por fim, o sofrimento e as conseqüências da paixão. A harmonia entre Lilith e Mephisto, seu parceiro espiritual e lado masculino da entidade diabólica, é abalada pela entrada em cena de Justine. Tomado pelo desejo e pelo prazer ele se envolve com a jovem.

Com direção de Helen Helene, direção musical de Pedro Paulo Bogossian, arranjos de Guilherme Terra, e luz de Guilherme Bonfanti, o espetáculo tem cenários e figurinos criados por Theodoro Cochrane, inspirados no universo burlesco. Em cena, são 15 músicas interpretadas ao vivo pela Banda das Perdidas, formada por cinco instrumentistas (piano, trombone, bateria, contrabaixo acústico) – um dos charmes da encenação. Além de tocar, elas interpretam as diabinhas assistentes de Lilith, também presas no Inferno.

Mephisto é o único homem em cena, entre 7 mulheres, e ganha, portanto, a responsabilidade de salientar diversas vertentes masculinas em sua personagem. Em cena, ora é ingênuo, apaixonado e sedutor, mas ora cafajeste e violento. Com toques bem humorados, o espetáculo chama atenção em cenas como “Marketing do Inferno”, onde há interação com a plateia, e “Carrossel Internacional”, sobre as desculpas que os homens usam quando seus casos extra-conjugais são revelados.

A peça se desenrola ao som de clássicos de Cole Porter, Gershwin e Kurt Weill, mesclados a canções de Brecht e Jeff Buckley, e trilhas de filmes, como “O Último Tango em Paris” e “9 semanas e ½ de Amor”, sendo alguma traduzidas para o português. O repertório inclui também “Atrás da Porta” (Chico Buarque), “O Meu Sangue Ferve por Você” (imortalizada na voz de Sidney Magal), e versões de Cláudio Botelho para “Lorelai” (Gershwin) e “Cell Block Tango” (Fred Ebb e John Kander).

Sobre o texto

Para Rachel Ripani, foi um desafio escrever o texto de um musical brasileiro. “Não é um gênero muito explorado aqui. É um desafio buscar uma dramaturgia para um musical brasileiro. Pesquisei uma vasta linha de textos sobre o amor, de Dante Alighieri e Shakespeare a Nelson Rodrigues”, comenta a atriz. Para criar a peça a autora começou a explorar o território do desejo, em um clima leve e safado. “Queria dar voz à mulher que deseja, que tem sensualidade, identidade e um lado terrível também. Conforme fomos nos aprofundando, percebemos que a paixão também leva para uma área perigosa – da atração, do prazer, da sacanagem, do ciúme, da traição e da separação”, completa.

Oficina

O projeto contempla a realização de uma oficina, no dia 20 de abril, sobre as estruturas do chamado teatro musical, que aborda uma série de habilidades técnicas, como o canto, a dança e a criatividade, além da participação ativa dos atores na execução de cenas e números musicais. As diferenças de estilos de conceitos de dramaturgias de cena, também serão abordadas, expondo as diferenças do Cabaret Alemão, do Musical Americano e da Revista Brasileira. A oficina acontece das 15h às 17h. O público-alvo é composto por atores iniciantes, que tenham interesse em trabalhar a linguagem do musical em suas diversas características. As inscrições, gratuitas, devem ser encaminhadas para o e-mail caixacultural08.pr [at] caixa.gov.br.

Ficha técnica:
Texto: Rachel Ripani
Direção: Helen Helene
Direção musical: Pedro Paulo Bogossian
Elenco: Paula Flaibann, Rachel Ripani e Rubens Caribé
Banda: Guilherme Terra (piano), Joyce Peixoto (trombone), Camila Bomfim (contrabaixo) Fabiana Fonseca (bateria), Moema Lima (violino)
Iluminação: Guilherme Bonfanti
Direção de arte: Theodoro Cochrane
Duração: 70 minutos

Serviço

Cabaret Luxúria
de 18 a 21/04, de quinta-feira a sábado às 20h e domingo às 19h
R$ 10 e R$ 5 (meia – conforme legislação e correntista CAIXA)
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sexta-feira das 12h às 20h, sábado das 16h às 20h e domingo das 16h às 19h)
Não recomendado para menores de 16 anos
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)
Caixa Cultural Curitiba 

Oficina
Local: Caixa Cultural Curitiba
Data: 20 de abril de 2013 (sábado)
Hora: das 15h às 17h
Inscrições: Gratuitas pelo e-mail caixacultural08.pr [at] caixa.gov.br
Vagas: 20

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Caixa Cultural Curitiba

Não sabe onde ir hoje?

Praça Generoso Marques Centro
Curitiba , PR

Paço da Liberdade

Construído no início do século XX e após ter sido a sede do gabinete de 42 prefeitos e do Museu Paranaense, o prédio da antiga Prefeitura de Curitiba foi restaurado pelo Sistema Fecomércio Sesc Senac e passa a abrigar a...
(41) 3234-4200
Avaliação:
Total de votos: 4218