Três novas mostras entram em cartaz no Museu Alfredo Andersen

Três novas mostras entram em cartaz no Museu Alfredo Andersen

O Museu Alfredo Andersen abriga três novas exposições a partir do dia 29 de junho. “Arqueologias de Atelier”, de Claudio Boczon, “Des/astres: episódios sobre a maleabilidade da matéria Parte I: SOLO MOLE”, de Carina Weidle, e “Andersen em Brasília: um recorte”, com pinturas inéditas que integraram a exposição Andersen em Brasília, ficam expostas até 12 de agosto.

“Arqueologias de Atelier” traz o aprofundamento de uma pesquisa que busca a ampliação dos códigos da pintura, da gravura e da fotografia, trabalhados anteriormente pelo artista Claudio Boczon. As obras apresentadas resultam de imagens captadas em ambientes sem uso ou circulação, vistos como um possível espaço arqueológico que abriga uma estética oculta, que pode ser posta à luz com a manipulação de seus registros fotográficos.

A exposição da artista Carina Weidle apresenta esculturas em cerâmica representando objetos cotidianos, como uma caixa de fósforos, máquinas de escrever e sacos de farinha. A mostra é o primeiro resultado da pesquisa intitulada desastres, que pretende abordar aspectos da consistência da matéria, concentrando-se para tanto em materiais de aparência maleável. O título desastre originou-se das imagens de desastres naturais, ações da natureza que transformam paisagens inteiras. Entre o sinistro e o humorístico situam-se as esculturas desta exposição, buscando através de sobreposições de cores e materialidades a ideia do amorfo e do disforme.

“Andersen em Brasília: um recorte” traz obras que integraram a mostra de Alfredo Andersen no Museu Nacional do Conjunto Cultural da República, em Brasília. Composta de 52 obras, na sua maioria paisagens e algumas cenas de gênero, a exposição possibilitou uma ampla visão da obra do artista pelo conjunto de trabalhos expressivos. Agora, parte das obras expostas em Brasília compõem esta mostra, que se torna relevante pelo ineditismo de alguns quadros, nunca antes expostos em instituições culturais, e que realça a importância de Alfredo Andersen na história da arte do Paraná.

Serviço

Arqueologias de Atelier
Des/astres: episódios sobre a maleabilidade da matéria Parte I: SOLO MOLE
Andersen em Brasília: um recorte
Abertura dia 29/06, sexta-feira Às 19h

Período expositivo: 30 de junho a 12 de agosto de 2012

Horário de funcionamento
Terça a sexta-feira, das 9 às 18h.
Sábado e domingo, das 10 às 16h.
Entrada gratuita.

Museu Alfredo Andersen
Rua Mateus Leme, 336. Centro
(41) 3222-8622.
www.cultura.pr.gov.br

Fonte: Secretaria de Estado da Cultura

Não sabe onde ir hoje?

Rua Treze de Maio, 629 Largo da Ordem
Curitiba , PR

Teatro Lala Schneider

O Teatro Lala Schneider  é conhecido por seus espetáculos sempre lotados e também pelo curso de artes cênicas, que já revelou grandes nomes da cena nacional. O local é de iniciativa privada e foi fundado em 1994 pelo...
(41) 3232-4499
Avaliação:
Seu voto foi 5. Total de votos: 6471