Espetáculos para crianças abordam Kandinsky e Tarsila do Amaral

Espetáculos para crianças abordam Kandinsky e Tarsila do Amaral

Um espetáculo voltado às crianças, não precisa, absolutamente, ser tatibitate. A trajetória das artes mostra que, pelo contrário, a obra não deve enveredar por esse caminho que menospreza a inteligência dos guris. Sem abrir mão das cores e dos conceitos recomendados à criançada, a Cia Druw debruçou-se nos trabalhos realizados por dois artistas plásticos e criou espetáculos de dança ímpares, que agora chegam à capital paranaense: Vila Tarsila e Lúdico, o primeiro inspirado nas memórias de infância de Tarsila do Amaral e o segundo nas obras do pintor russo Wassily Kandinsky.

Vila Tarsila joga luzes nas memórias de infância de Tarsila do Amaral, e remonta sua trajetória criativa, desde suas primeiras impressões sobre cores e formas, até as origens dos elementos que influenciaram diretamente em sua criação artística. Transporta o espectador ao mundo antropofágico da artista, demonstrando que sua obra nasceu das experiências visuais das inúmeras viagens realizadas e das brincadeiras que recheavam as tardes na fazenda onde vivia em Capivari, interior de São Paulo, onde podia correr livremente entre pedras, árvores, cactus e brincar com bonecas feitas de mato, em contraponto com a educação francesa que recebeu de seus pais.  Certamente, o ápice desse aprendizado foi o “Manifesto Antropológico”, criado em parceria com Oswald de Andrade em 1928 e que propunha a “devoração cultural das técnicas importadas para reelaborá-las com autonomia, convertendo-as em produtor de exportação”.

Lúdico é inspirado nas obras do pintor russo Wassily Kandinsky, propõe de forma colorida e poética um passeio pelo universo da criação de uma obra de arte. Cores e formas se agitam em busca de um lugar. Há tempos Miriam Druwe alimentava paixão pela obra de Kandinsky. Pintor reconhecido pelas cores e formas de suas obras, teve contato muito cedo com a música, aos oito anos. Essa pequena incursão nas aulas de piano e violino deu noções fundamentais de harmonia e evolução, que depois seriam utilizadas.

Como base para todo desenvolvimento e criação do espetáculo, Druwe pesquisou no livro Do espiritual na arte, publicado em 1912, a primeira grande obra teórica sobre pintura. Nela, o pintor desenvolvia uma investigação filosófica sobre as cores e as formas, às quais conferia valores psicológicos e morais e as comparava com a música, que, apesar de sua imaterialidade, era capaz de fazer “vibrar a alma”.  Anos mais tarde, em 1926, o artista russo lança Ponto e linha sobre plano, em que elabora a teoria semelhante à utilizada pelos músicos para compor. Era a necessidade interior do artista em detrimento à forma, que sempre teve, para ele, importância secundária. Em suas obras, umas das preocupações era a busca de um equilíbrio instável entre elementos opostos.

Ambos os trabalhos tem direção geral de Miriam Druwe e roteiro e direção dramatúrgica de Cristiane Paoli Quito e chegam à Curitiba dias 23 e 24 de junho, após terem viajado por diversas cidades do estado de São Paulo e do Brasil. Esta turnê tem o patrocínio da empresa Volvo por meio da Lei Rouanet e é uma das atrações do mês cultural Volvo, intitulado “Estação Volvo - É tempo de cultura em Curitiba”, que acontece de 29 de maio a 30 de junho em vários espaços da cidade.

Serviço

Vila Tarsila - Dia 23/06, sábado às 16h
Lúdico - Dia 24/06, domingo às 16h
Ingressos gratuitos, retirados uma hora antes do início do espetáculo, na bilheteria do teatro.
Teatro Guairinha  (Auditório Salvador de Ferrante)
Rua XV de Novembro, 971 – Centro

Apresentação para escolas:
Vila Tarsila - Dia 20/06, quarta-feira às 15h30
Lúdico -  Dia 22/06, sexta-feira às 15h
Contato para agendamento:  gabriel [at] aymbere.com.br                            
Os agendamentos serão aceitos até a véspera dos espetáculos e de acordo com a disponibilidade de vagas.

Fonte: Canal Aberto Assessoria de Imprensa

Não sabe onde ir hoje?

Rua Trajano Reis, 443 Centro Histórico
Curitiba , PR

Restaurante Alberto Massuda

Alberto Massuda Nascido no Cairo, Egito, em 1925, Alberto Massuda veio com 33 anos para o Brasil e fixou residência em Curitiba. Em 1958 naturalizou-se brasileiro. Antes de sua chegada, cursou Belas Artes no Egito e...
(41) 3076-7202
Avaliação:
Total de votos: 7140