Lembrança literária e cinematográfica

Lembrança literária e cinematográfica

Os céticos não acreditam mas também não pagam pra ver. Essa falta de vontade, a descrença de que as coisas podem ou mesmo são melhores que as cracas grudadas no umbigo. Mas algumas coisas, ainda que passadas em alguns dias, essa eternidade para a internet, merecem o comentário e uma confiança positiva.

São duas: literatura e cinema. Tem os que só param se a fila for demasiado grande para dar conta de que o espetáculo está na proporção do pop. Não havia filas tão grandes na Cinemateca quinta-feira que passou. Não foi tão grande a audiência para lotar todas as cadeiras disponíveis no Solar do Barão durante o final de semana(salvo nos últimos momentos da sexta e do sábado). Mas a Mostra dos filmes paranaenses selecionados para o Festival de Tiradentes e o Encontro Literário ZOONA contribuiram de forma inegável para a formação de um contexto que alguns não percebem.

A diferença que marcam estes dois eventos é de mandíbulas. Algumas não gostam de sentir dentes comprimidos contra uma massa densa, destruindo a resistência e refreando-se arcada contra arcada. Uns querem sopa, engolir sem resistência aquele alimento distribuído para os que não podem consumir uma refeição consistente. Doentes ou indigentes, ingerem o ralo e aquoso sabor, que bem temperado consola a fome. Não reclamo a qualidade nutritiva da cultura consumida por cada um, mas essa mazela que nos faz passivos e cansados antes de cansar. Preguiça? Essa é a palavra para esse comodismo? Pensar essa apatia de relação cansa antes de cansar.

Também cansa sentar horas esperando uma palavra ou imagem que incomode ao ponto do cansaço não incomodar. Acompanhei os dois eventos e me pronuncio, sem tanto sabor quanto fervor, para que aqui não fique aquilo que ingeri apenas como passado de estrume sem utilidade. Mesmo que não seja fecundo, as sementes necessárias já foram colocadas. Uma produção independente, consistente e ricas em vitaminas. Foi o que presenciei. Momentos raros, que valeram a tenção das fibras. Que cresça, desponte por entre os ramos de erva seca, acima das copas dos frondosos e infrutíferos pinos, que tanto nos apelam o olhar para uma paisagem estéril.

Segue os links com o que presenciei nos dois eventos. Espero que a curiosidade impere, para que a discussão sobre aquilo que deve ser visto e lembrado torne-se tão produtiva quantos os filmes (já reconhecidos com prêmios) e livros (lançados com presença dos autores reconhecidos nacionalmente, inclusive os extrangeiros) que tive contato de quinta à domingo.

Encontro Literário ZOONA.

Mostra Tiradentes Paraná.

Não sabe onde ir hoje?

Av. Manoel Ribas, 108 Alto São Francisco
Curitiba , PR

92º Underground Pub

RENDA-SE CURITIBA! O 92Graus está de volta e fervendo na pista.   Chegamos aos 20 anos de atividades, com aquela energia que todo jovem tem para seguir em frente, com bastante alegria e entusiasmo, divulgando e...
(41) 3045-0764
Avaliação:
Seu voto foi 2. Total de votos: 5273