Em Curitiba o clima é um clichê

Em Curitiba o clima é um clichê

No último mês e meio conheci duas pessoas que vieram morar em Curitiba este ano, uma vinda de Florianópolis e a outra de Cuibá, e fiz uma pergunta que algumas vezes me ocorre, quando encontro pessoas que chegaram a pouco nesta cidade pretensamente fria, “O que achou do frio?”. As duas respostas foram de francas apreciadoras do frio curitibano.

Curitiba é uma terra de exageros e este ano parece que fechará com a certeza de que o aquecimento global será sentindo principalmente nas terras frias. O inverno foi verão e agora a primavera parece inverno. Ouvi faz pouco mais de um mês que um iceberg enorme havia se desprendido de uma calota polar na Groenlândia e os cientistas fizeram suas apostas de quanto tempo ainda dura o gelo. Esta semana leio que o degelo no mesmo país foi recorde este ano. E nós, aqui, nunca mais veremos neve. Bons tempos.

Quando mudei para cá, em 2003, lembro de usar blusa no dia 23/12, um absurdo para quem veio do interior de São Paulo. Minha birra nunca foi tanto o frio, mas o tempo que Curitiba insiste no friozinho, principalmente à noite. A cerveja no fim de tarde não tem o mesmo gosto. Tanto tempo aqui, acabei pegando gosto por vinho e cobertor. Logo agora, que as coisas parecem mudar e semana passada, em pleno inverno, acordei grudando, pensando em recorrer ao lençol. Nem sei mais como dorme com algo tão leve me cobrindo.

Como curitibano, que não sou, também gosto de falar do clima na cidade e estive pensando nisso nos últimos dias. Mas sem ficar reclamando, pois se o caso é pelo calor, tomo gosto novamente e espero a próxima chuva, que estava fazendo falta este ano. Semana passada o Simepar divulgou que este foi o inverno mais quente dos últimos dez anos. Este foi o meu nono inverno na cidade e realmente, nunca foi tão quente. A garganta seca e irritada dos últimos dias me diz que a poluição cresceu junto com a cidade e quando faz calor no inverno o ar seco não perdoa.

Talvez tudo isto seja um exagero meu também, um pouco desse jeito que aos poucos eu estou pegando, que é da cidade, só pode, já que tem tanta gente aqui que não é daqui. E no final, tudo não passa de uma desculpa para falar do tempo. Aliás, é primavera, estação das flores, que já estão pelas ruas tem quase um mês. Entra a estação das cores, chuva e uma frente fria vem junto. Curitiba volta ao ar de nostalgia, fria. Mesmo assim, nada é mais como antes.

Outros rabiscos do Romã

Não sabe onde ir hoje?

Rua Treze de Maio, 629 Largo da Ordem
Curitiba , PR

Teatro Lala Schneider

O Teatro Lala Schneider  é conhecido por seus espetáculos sempre lotados e também pelo curso de artes cênicas, que já revelou grandes nomes da cena nacional. O local é de iniciativa privada e foi fundado em 1994 pelo...
(41) 3232-4499
Avaliação:
Total de votos: 3485