Sempre Um Papo traz Zuenir Ventura a Curitiba

Publicado por DaRedação em 24/10/2012 - 12:10

O projeto Sempre Um Pao encerra a programação 2012 com o jornalista e escritor Zuenir Ventura, que estará em Curitiba para o debate e lançamento do livro “Sagrada Família” (Ed. Alfaguara). Na obra, Zuenir entrelaça memória e ficção para compor uma narrativa lírica e cativante sobre os amores que resistem ao tempo e a perda da inocência. 

Com nostalgia e bom humor, o narrador faz uma viagem ao passado, à ficcional cidade de Florida, para recontar o que viveu em meio a uma numerosa família fluminense. A começar por sua tia, a bela Nonoca, 37 anos de idade e dois de viuvez, e suas visitas regulares à farmácia, onde recebia do farmacêutico atenções muito mais especiais do que uma simples cliente. E suas duas filhas, Cotinha e Leninha, 15 e 14 anos, ansiosas para conhecer o verdadeiro amor.

“Este é um livro fortemente inspirado em memórias, mas para não criar problemas familiares com parentes ainda vivos, inventei muita coisa, troquei nomes, romanceei episódios. O que eu queria mesmo era contar uma história que representasse a hipocrisia daquela época”, conta Zuenir, sobre sua infância e adolescência vivida em universo “tipicamente Rodrigueano”.

Personagens “Rodrigueanos”

Com tipos e cenas que, reconhece o autor, lembram de fato personagens das crônicas de Nelson Rodrigues, Zuenir recria, com grande sensibilidade, os anseios e as atribulações de uma família vivendo na região serrana do Rio de Janeiro, dos anos 1940 até um passado não muito distante.

É um livro de personagens memoráveis: além de Tia Nonoca e as duas filhas casadoiras, há Douglas, um rapaz carismático e por vezes violento, que mudará a vida da família. E o próprio narrador, o menino Manuéu (“me orgulhava da grafia sem saber ainda que era um erro do escrivão”), que acompanha a trajetória dos personagens e aos poucos perde sua inocência de criança.

Sagrada família é também uma história cativante sobre a vida interiorana, com as matinês de domingo, o footing na praça nos finais de semana, os flertes. E o cotidiano de dona Edith e suas meninas de Vila Alegre, a melhor casa da zona do meretrício, com códigos de conduta mais formais que os dos clubes de Florida. Tudo isso à sombra de um período crucial na História do Brasil às vésperas de entrar na Segunda Guerra, com suas intrigas políticas e passionais, compondo o emocionante retrato de uma época.

Zuenir Ventura

Zuenir Ventura nasceu em Além Paraíba (MG), em 1931. Escritor e jornalista, o autor traz em suas crônicas lucidez e atenção a problemas nacionais e a muitos outros temas do cotidiano. Atualmente, é colunista do jornal “O Globo”. Ganhou o Prêmio Jabuti, em 1989, na categoria reportagem, pelo livro “1968 - O Ano Que Não Terminou”, que serviu de inspiração para a minissérie “Anos Rebeldes”, produzida pela Rede Globo. É autor de outros livros, incluindo “Crônicas de um Fim de Século”, “Cidade Partida” e “Minhas Histórias dos Outros” e “1968 – O Que Fizemos de Nós”.

Sempre Um Papo

Há 26 anos, o "Sempre Um Papo – Literatura em Todos os Sentidos” promove a difusão do livro e seu autor. O projeto já atuou em mais de 30 cidades brasileiras, tendo realizado mais de 4.500 eventos com um público presente estimado em 1,5 milhão de pessoas. O encontro presencial converge para a televisão, sendo exibido, todo sábado e domingo, há 9 anos, na TV Câmara. Desdobra-se para a série de DVDs educativos “Cultura Para a Educação”, em sua quinta edição, distribuída para mais de 6.000 escolas brasileiras. E no site www.sempreumpapo.com.br, estão disponíveis mais de 400 programas com escritores brasileiros e internacionais, gratuitamente, além de diversos seminários, na íntegra.

Serviço

Sempre Um Papo com Zuenir Ventura
Dia: 30/10, terça-feira às 19h30
Entrada franca
Teatro Regina Vogue
Avenida 7 de Setembro, 2775 - Shopping Estação
41 2101 8292

Fonte: Perfil Comunicação